Ansiedade é ausência de confiança, a luz que ilumina a vida

Programa de recuperação e mudança de realidade

Muito se fala de ansiedade ou mal-estar generalizado e pouco ou nada se fala do que lança a humanidade para este inferno existencial. Os psiquiatras e psicólogos, chamam-lhe estados patológicos: ansiedade, agorafobia, síndrome de pânico, etc. A verdade é que a indústria que explora esta área e os seus agentes não apresentam soluções para esta calamidade. Homens e mulheres, seniores ou juvenis, de qualquer raça ou credo vivem nesse sofrimento.

Antes de continuar quero avisar que não estou a escrever mais uma vez sobre a ansiedade, eu quero deixar aqui uma luz que te conduza a uma solução. Quero também desde já prevenir que só existe uma solução perfeita para quem está disposto a erradicar a causa deste mal-estar, tão confrangedor. Dirijo-me também a todos que sofrem e não conseguem avistar uma luz no fundo do túnel.

Para melhor poder ajudar vou passar uma das muitas questões postas em relação à ansiedade. Fiquei extremamente comovido com desespero com as pessoas se dirigem à Casa Escola António Shiva na busca de ajuda.  Esta senhora de Portugal com 30 anos deixou esta mensagem:

 “Sofro de ansiedade e tenho crises, em s.o.s tenho de tomar xxxxxx. Quando ando pior tudo está mau, já ando na hipnoterapeuta mas acho que preciso de mais ajuda mas não queria ir para medicamentos outra vez. Gostaria de saber se posso tomar o gaba por tempo indeterminado, se vicia ou como é um aminoácido não afeta a produção dos nossos? Ou seja, quando deixar de tomar o gaba temos na mesma a produção normal do nosso sistema. Aguardo uma resposta. Obrigada

Estamos perante uma senhora responsável que procura uma solução que não lhe traga prejuízos maiores. Mas o problema é que a ansiedade tem origem no paradigma (padrão) com que filtra a sua realidade. O “GABA” ou outro qualquer meio de minimizar a agonia, não faz mudar o padrão com que observa a realidade. Claro que a senhora é responsável e bem informada e sabe que as drogas sedantes receitadas pelos profissionais da doença só devem ser usadas em SOS, para que não sejamos alheados da vida. Quando não se respeita essa exigência (SOS), o seu uso por mais de 3 semanas tem 90% das possibilidades de tornar o seu usuário toxicodependente, além de começar a ver a vida a lhe passar ao lado.

Então como fazer? Em primeiro lugar, aceitar que a ansiedade é um medo sem causa, criado por uma forma não atual de ver a realidade. Depois de aceitar que só a mudança pode mudar a realidade, fica apto para receber ajuda.

Onde e como pedir ajuda? Tanto em Portugal como no Brasil, assim como na Europa e Estados Unidos existem profissionais responsáveis que te conduzem do inferno que te encontras para o bem-estar que mereces ter. Mas só me compete a mim falar da Casa Escola António Shiva especializada há mais de 20 anos na ansiedade que disponibiliza ajuda para todos que queiram abandonar esse sofrimento, escoltando cada utente do lugar que se encontra para o lugar que deseja estar. As soluções gratuitas online e presenciais são vastas aplicadas ao perfil de cada utente. Os programas pagos são 100% personalizados a cada indivíduo e são 100% garantidos, com a devolução total do investimento se o programa não resultar. 

Mas há mais um senão…, a maior parte das pessoas deste mundo que se agarraram a um medo sem objeto ou causa, mergulharam na ansiedade e procuraram ajuda…, e por falta de conhecimento não foram encaminhados para uma mudança de paradigma. Fizeram o melhor que sabiam e podiam sedando os clientes, que rapidamente se tornaram toxicodependentes. Perante essa situação muitas vezes comete-se o erro de desmamar a droga, entrando-se num processo de pescadinha de rabo na boca.

Quando se pode desmamar uma droga? Só se pode desmamar uma droga quando o usuário NÃO está dependente da droga. Quando o usuário é toxicodependente é necessário ser ajudado por especialistas na arte de desintoxicar, para que a libertação da droga seja feita sem danos colaterais.

Seja qual for a situação HÁ SEMPRE UMA SOLUÇÃO, o importante é não adiar e procurar ajuda em instituições especializadas na desintoxicação e mudança de paradigma.

Todos os outros profissionais por mais responsáveis e competentes se não conhecerem profundamente como funciona a dependência no organismo e não possuírem experiência na mudança de paradigma, existe a possibilidade de 99% do utente recair.

A ansiedade ou aflição resulta da falta de confiança no processo e fluxo da vida, graças a um paradigma inadequado para as necessidades do indivíduo no cotidiano. 

Não vou me alongar mais, fico incondicionalmente disponível, a aguardar qualquer dúvida.

António Fernandes

Pin It on Pinterest