Nada acontece por acaso

Muito se tem falado ultimamente da quinta geração tecnológica, e na grande oportunidade que a humanidade tem de ampliar a consciência e usufruir das abundantes bênçãos que lhe são derramadas diariamente. Mas mesmo perante estas boas novas animadoras, continua-se cegamente a alimentar os campos de sofrimento com a negação ao que vida oferece. É urgente despertar, sair do pesadelo e viver a vida em plenitude.

  É verdade que as coisas raramente são como queremos que sejam; o mundo mudou e continua em constante atualização da realidade. Também é verdade que não é fácil aceitar a mudança para quem foi programado para a estabilidade. “Estabilidade financeira”; “estabilidade no emprego”; “estabilidade no casamento”; “estabilidade emocional. É urgente aceitar que estabilidade é morte.

Este artigo não se destina aos que não aceitam a mudança e continuam agarrados a um passado que não volta mais, desperdiçando as bênçãos que jorram como chuvas torrenciais sobre a humanidade.

Este artigo é para os que procuram uma solução e querem vida em abundância. Para enriquecer este artigo conto com a ajuda de um leitor que me enviou ontem este mail, (onde tive o cuidado retirar tudo que pudesse identificar o leitor neste caso leitora, garantido como sempre 100% o anonimato)

 “Caro António, venho por este meio, pedir ajuda para o inferno que estou a viver neste momento. Tenho 41 anos sou divorciada e sofro de angústia, ansiedade síndrome de pânico. Este problema surgiu no meu 3º ano de faculdade. Comecei por ter medo de lugares públicos, que comecei a evitar, limitando minha vida, ao ponto de dar comigo fechada em casa. Não terminei meu curso, e comecei a trabalhar na empresa de meu pai. Depois de casar a situação angustiante  ainda se agravou, com reações fisiológicas tonturas, fraqueza muscular, dificuldades em respirar, incontinência, náuseas medo de ficar louca…, consultei um Psiquiatra receito-me calmantes que me deixavam zumbi e me tiravam a qualidade de vida, acabando com o meu casamento. Foi antão que numa festa de aniversario, tive uma crise de pânico violenta, e uma amiga me deu um trago de Uísque e o pânico, acalmou. descobri que se bebesse um pouco de uísque ou conhaque, a angústia evapora-se e a ansiedade abranda. Mas a verdade é que o problema não ficou resolvido. Enquanto que no início um trago era suficiente, para eliminar o pânico, rapidamente tive necessidade de aumentar o consumo para conseguir o mesmo resultado. Agora cinco anos depois estou escrava do álcool e minha vida transformou-se num inferno. No passado natal acabei nas urgências do hospital. Apesar de me terem contado o que se passou eu não me recordo de nada. Sinto-me assustada… por favor ajude-me”…,

Obrigado prezada…, pela coragem. Ansiedade é um medo ilusório que desceu como denso nevoeiro sobe o mundo moderno, não permitindo enxergar. Não deveria ser preciso passar 20 anos a sofrer e chegar a este padecimento limite para se pedir ajuda. Mas infelizmente ainda existe estigma e preconceito em relação a agorafobia e ao problema com o álcool.

Apesar de se ter dado resposta a esta senhora em sofrimento, e já se estar a trabalhar num programa personalizado de recuperação…, é importante fazer saber, que como esta senhora há centenas de milhares de outros homens e mulheres em grande sofrimento no mundo.

Mas apesar de não existirem duas pessoas iguais, há sempre uma solução perfeita para cada problema. A maior dificuldade está em aceitar esta verdade. Porquê?

Compreendo perfeitamente sua negação a esta verdade. Pode até ripostar com; “qual é a solução perfeita para um jarrão de porcelana quebrado”?… não estamos aqui a alimentar discussões estéreis, mas sim soluções para quem verdadeiramente quer.  

Todo o sofrimento começa na falta de confiança no processo e fluxo da vida. Essa falta de confiança, gera medo e leva-nos a rejeitar o novo (desconhecido). Apesar de a vida ser como a bondosa mãe que sempre dá a seu filho, o que mais precisa, para crescer em bem-estar, liberdade e responsabilidade. Por cegueira portamo-nos como crianças mimadas, fazendo birra, para que nos seja dado o que queremos, não o que é melhor para nós.  

Desafio-te…, vem testar se a paz de espírito é uma escolha…, e ansiedade nunca mais é uma realidade ou é mais um logro.

Vem juntar-te a quem quer harmonia, equilíbrio, paz, saúde, amor, realização, abundância e paz de espírito. Não importa se tens muito ou não tens nada, se és negro/amarelo ou branco, se falas muito ou pouco.

Só tem de responder a esta questão: Quero verdadeiramente viver? O primeiro grande passo é QUERER.

 Comece imediatamente! Abre este link. E participa na melhoria da tua própria vida. Insegurança nunca mais.

   Junta-te com coragem, força e esperança, ao grupo on line, dos querem uma solução. Quantos mais formos, mais rápido será dissipado o nevoeiro da ignorância que tem o homem moderno escravo da estabilidade.

António Teixeira Fernandes

antonio@solucaoperfeita.com

Ao subscrever para receber as novidades de António Fernandes, concorda que os seus dados sejam processados conforme indicado na Política de Privacidade e toma conhecimento que pode revogar o seu acesso a qualquer momento.

Pin It on Pinterest