Hoje em dia o excesso de peso é um tema muito vulgarizado.

Oportunistas de todo o mundo oferecem dietas milagrosas que em vez de resolverem o problema, envenenam e debilitam o corpo. O mais que conseguem é uma solução fictícia ou um envelhecimento precoce.

A indústria da nutrição também tem investido nesse nicho de mercado (o grande filão). Mas estão cada vez mais distantes de uma solução. Quando mais procuram a “galinha dos ovos de oiro” mais pobres e contraditórias são dietas.

Porque não se encontra uma solução eficaz?

Enquanto se procurar uma solução fora do problema…. É impossível uma solução perfeita.

Antes de se entrar no tema precisamos situarmos-nos no tempo e no espaço. A humanidade começa a despertar na primavera da nova era e sente no ar uma mudança grandiosa na humanidade e no mundo, onde ainda perduram alguns preconceitos que subjugam, descriminam e auto-destroem o ser humano. Apesar de serem preconceitos baseados na ignorância, eles são tiranos que destroem a auto-estima e roubam a vida de uma multidão anónima de biliões de homens e mulheres.

 Hoje falamos de obesidade e as suas causas.

Este artigo não tem como objectivo fazer uma demonstração científica de como o corpo físico se manifesta, nem tão pouco entrar em controvérsia com conceitos pré-estabelecidos na sociedade. Seria certamente pior a emenda do que o soneto. Uma perca de tempo estar a escrevê-lo e muito mais perca de tempo lê-lo.

Neste artigo vamos falar do aumento de peso que afeta as pessoas depois de atingiram a idade adulta e que não pertencem ao grupo daqueles que fazem do seu estômago um caixote de lixo nem os que estão submersos no ócio físico e mental.

Em outros artigos já foi demonstrado que o corpo humano é um universo inteligente que interage com um universo mais amplo. Por outras palavras estamos todos ligados a uma consciência coletiva que nos influencia nos pensamentos, emoções, decisões e ações. E aqui é que se encontra a verdadeira causa da obesidade deste grupo.

Apesar de na maioria das vezes a preocupação com excesso de peso não se justificar, essa pré-ocupação da mente afeta não somente o corpo, como melindra o amor-próprio e baixa a autoestima, levando a pessoa para processos doentios de fragilidade e insegurança.

A Cairo Cristina no seu livro a linguagem do corpo diz: “A gordura é o casulo que a pessoa cria, inconscientemente, para se proteger e se esconder dos problemas externos. Pessoas muito sensíveis, que se deixam magoar com facilidade, buscam se proteger atrás da gordura, que representa a maciez de um abraço”.

Na verdade, o corpo em que cada um de nós se desloca nesta dimensão da realidade, não só resulta da soma de todas as nossas experiências, como da forma como as vemos ou sentimos. Uma mesma “culpa” pode causar definhar ou engordar, dependendo da forma como a pessoa reage a “culpa”.

 

Que me perdoem os desinformados, mas para se recuperar o seu peso ideal e ter um corpo saudável e feliz é importante mudar-se o paradigma. Libertar-se da ilusão do preconceito e começar por se aceitar e amar tal como é. Porque pior do que as curvas indesejadas que o espelho revela e as roupas que não servem mais, é serem rotulados de gordos por uma sociedade preconceituosa e ignorante.

Como fazer?

Todos sabem dos perigos que correm todos aqueles que perdem o respeito pelo próprio corpo, ignorando os seus apelos a algo que não vai bem com o seu hospedeiro.

Antes de começar um processo saudável de perca de peso ou de volume, é preciso fazer um inventário pessoal dos acontecimentos que antecederam o processo de aumento de peso, ao mesmo tempo que toma consciência da realidade física. É um aumento de volume generalizado? É gordura localizada em algumas áreas? Enfim… Muitas vezes há um grande exagero: a pessoa não está tão acima como imagina, o preconceito é destorcedor da realidade.

Lembre-se acima de tudo que o seu corpo é o seu melhor amigo e que não é em vão que ele o alerta.

Agora pode começar o processo de perca de peso. Comece por amar e aceitar seu corpo tal como é, da mesma forma que se aceita um amigo.

Aceitar é o primeiro passo para a perca de peso. Mas não confunda aceitar com estar de acordo com o corpo deformado. Ele encontra-se deformado como reflexo de algo que se passa na consciência.

Há a tendência para querer perceber o que está na causa do problema, neste caso o aumento de peso. Procurando leituras de visões mais amplas da metafísica ou da quântica. Fazer isso sem a abertura da mente e a mudança de paradigma, pode ser tão perigoso como tentar pesar a energia elétrica com a balança da cozinha ou medi-la com o metro de pedreiro.

Procure um terapeuta experiente em Saúde Integral online, de preferência se estiver incorporado numa Power Team para um processo mais eficaz, rápido e económico. Responda com honestidade e responsabilidade ao questionário de saúde. Com a informação que lhe oferece, ele fica com uma visão global do que se passa e em condições de lhe proporcionar uma solução perfeita para seu problema.

Cada caso é um caso e cada pessoa interpreta e reage de uma forma diferente a um acontecimento comum.

Não me vou alongar mais, peço que esclareça as suas dúvidas. Não adie. Cada segundo desperdiçado na vida, não pode ser recuperado.

Incondicionalmente  disponível

António

Pin It on Pinterest