O que bloqueia o sucesso financeiro a terapeutas de todo mundo?

O que bloqueia o sucesso financeiro a terapeutas de todo mundo?

Dinheiro – a energia que aciona o poder divino

Há mais de 20 anos que me cruzo com terapeutas de todo o mundo que apesar de serem pessoas maravilhosas, incondicionalmente disponíveis, e aliado ao facto de serem excelentes profissionais, não conseguem um fluxo constante e progressivo de dinheiro nas suas vidas.

Essa condição, além de pôr em causa o bom desempenho do terapeuta, entra em resistência ao crescimento contínuo e harmonioso do universo. Apesar da minha experiência me ter ensinado que o terapeuta é algumas vezes um pouco mais resistente ao fluxo do dinheiro que o utente habitual, devido ao seu conhecimento da verdade sobre o dinheiro.

Vamos tratar deste assunto em 3 artigos que servem de base de um dos workshops integrados no retiro de sete dias no santuário natural da fundação A. Shiva, na harmoniosa e aprazível planície ribatejana. O tema deste primeiro artigo tem como finalidade descortinar a causa deste paradoxo e mudar alguns dos conceitos destrutivos sobre o dinheiro e das pessoas que o fazem circular. Para saberes como se faz vem assistir a palestra online, a entrada é livre. O dinheiro em si não é bom, nem mau. É simplesmente o poder da realização. É urgente que as pessoas de bem, tenham acesso ao poder do dinheiro para realizarem os objetivos pelos quais estão aqui. Somente assim a natureza e o universo estarão em pleno fluxo e harmonia.

Na verdade, o terapeuta atual que não vive em riqueza, aprendeu novos conceitos saudáveis sobre o dinheiro, reprimindo outros que continuam latentes a manifestar a sua verdadeira realidade. É como viver simultaneamente influenciado em dois mundos.

Como fazer para sair deste paradoxo?

Por um lado, saber e ensinar que não é possível viver verdadeiramente sem muito dinheiro para desenvolver os talentos herdados à nascença, realizando obras bonitas, visitando lugares paradisíacos e contribuindo para o benefício da humanidade como um todo. Sem dinheiro e riqueza o ser humano não se pode realizar.

Como se sai da autossabotagem e se abre o fluxo?

A minha experiência ensina-me que não existem duas pessoas iguais e cada um tem os seus conceitos limitadores. Até aqui não há dúvida, o problema reside na confusão entre o conhecimento e o sentir.

A emoção e o sentimento antecedem sempre a realização. Não adianta dizer que o dinheiro é bom e benéfico se existe uma crença interior reprimida que diz que o dinheiro é sujo, que os ricos é que são culpados da miséria e da pobreza.

A verdade é que todos temos abundância do que queremos. Tanto o pobre como o rico têm 24 horas por dia.

Onde reside a verdadeira diferença?

A cabala ensina que o dinheiro pode vir de duas grandes fontes universais: da luz, fruto da mente criativa; e das trevas, fruto da mente competitiva.

Infelizmente desde muito pequenos somos incentivados e treinados a usar a competitividade para tudo. Tornamo-nos manipuladores e competitivos usando perspicazmente os cinco sentidos. É aqui a meu ver é que reside a causa fundamental do problema.

A causa que mais bloqueia o fluxo da riqueza nas nossas vidas é em primeiro lugar a ignorância assente no mundo limitante e ilusório dos cinco sentidos, dando origem ao aumento contínuo de ansiedade, pânico e depressão.

Próximo artigo: Quando algo prejudicial acontece (acidente, doença, desemprego, falência), como redireccionar essa energia para criarmos aquilo que queremos?

Vem participar na palestra on-line gratuitamente ou informa-te sobre os próximos retiros de transformação e realização pessoal no santuário da fundação António Shiva.

PORQUE ADOECEMOS?

PORQUE ADOECEMOS?

adoecer

PORQUE ADOECEMOS?

Para que uma doença se desenvolva, é preciso que estejam criadas as condições para o seu desenvolvimento. A Saúde Integral aponta a condição interna da pessoa como a raiz dos males físicos. No entanto, não contesta a visão reducionista da ciência que invoca agentes patológicos como causas físicas, que alteram o funcionamento normal do organismo.

Como é que a velha biologia vê a doença?

A doença é provocada por agentes físicos que alteram o funcionamento normal do organismo. Sempre que a saúde é perturbada, indica que houve interferência de organismos estranhos às atividades biológicas regulares.

As interferências ao fluxo natural podem ter origem em alguma alteração na atividade do próprio organismo: acumulação de tóxicos proveniente da própria atividade biológica, lesão “acidental” ou por fatores externos ao organismo, mas que dizem respeito ao indivíduo que nele habita. Na verdade, a saúde não é posta em causa por dá cá aquela palha. Como tudo no universo, a doença é o efeito de uma causa. Tanto a Biologia como todo o resto obedecem a leis e só quando essas leis são violadas a doença pode submergir.

A indústria da doença, através da ciência médica, tem descoberto a cada dia que passa novos agentes patológicos criadores de novas doenças ou novos agentes para as velhas doenças, desenvolvendo assim novos medicamentos.

Paradoxo

Mas ao mesmo tempo que a ciência avança nessa direção, com novas descobertas e esperanças de curas de doenças crónicas progressivas e fatais, novos agentes aparecem e mais a doença progride. O mesmo se passa com a cirurgia, a evoluir de uma forma espantosa, chegando-se a confundir com a medicina. Apesar de todos sabermos que a cirurgia somente entra quando a medicina (falha) não tem capacidade de curar. Mas para maior caos do homem moderno, ainda nos confrontamos com outro paradoxo; na verdade a doença tem origem na alteração do fluxo normal do processo biológico e conforme a tecnologia se aperfeiçoa e se aproxima da cura da doença, mais triste e infeliz se arrasta o homem moderno na busca de uma nova e mais rara doença. As contradições são muitas, apesar dos gigantescos investimentos de governos e particulares.

Com esta procura infrutífera pela comunidade medica cientifica e com o galopante avanço e surgimento de novas doenças, podemos concluir que a humanidade está condenada a viver mergulhada no medo do surgimento da doença a qualquer momento?

A Saúde Integral, apoiada na moderna física quântica e nas experiências de todos (homens e mulheres, de todas as raças e credos) que procuram uma solução, sabe que as doenças refletem os conflitos interiores gerados pela desarmonia entre o ser a consciência e o universo. Por outras palavras o desenvolvimento de agentes desestabilizadores do processo biológico saudável tem origem num campo holográfico mais profundo, onde os seres ainda pertencem ao mundo das possibilidades.

A Saúde Integral prova na sua prática que a decisão de uma pessoa aceitar ou negar um acontecimento do quotidiano altera o pH, o ingrediente básico para uma alteração biológica. Cientistas como os biólogos Bruce H. Lipton e Rupert Sheldrake; o pesquisador Gregg Braden; os neurocientistas Joe Dispenza, e Candace Pert, o médico Deepak Chopra e muitos outros pesquisadores e cientistas são unanimes em afirmar que a vida de uma pessoa na globalidade reflete o conjunto de pensamentos e emoções e ações da mesma.

Também por outro lado, não deixa de ser verdade que a vertiginosa evolução tecnológica coloca o homem moderno à prova a cada momento. O paradigma em que a humanidade está inserida sofre reajustes a cada segundo, causado conflitos internos, geradores de alteração biológicas do organismo. Esses processos interiores não só promovem alterações biológicas como enfraquecem os sistemas, deixando o corpo vulnerável a invasores causadores de doenças.

Como a humanidade ainda vive no conceito predominante cartesiano não podemos descartar que a crença afeta a biologia (como muito bem explicado pelo biólogo cientista DR. Bruce H. Lipton no seu livro de 2005, A Biologia da Crença) e a verdade de cada um realiza-se simplesmente.

Quem acredita que a doença pode acontecer a qualquer momento, porque quem anda a chuva molha-se, isso autocumpre-se, da mesma forma que quem guarda dinheiro para uma doença vai precisar desse dinheiro e muito mais.

Mesmo sabendo que o corpo somente é afetado por algum mal físico, se existirem conflitos internos que estimulem sentimentos negativos interferindo diretamente nas funções biológicas.

Como atua a Saúde Integral perante esta verdade?

A Saúde Integral não tem somente a missão de recuperar doenças graves. Pelo contrário a Saúde Integral tem como primordial objetivo a vida em harmonia. Harmonizar as sete áreas da vida é o objetivo dos terapeutas em Saúde Integral.

Quem vive em harmonia consigo mesmo, com os que o rodeiam, com o universo e com Deus jamais lhe faltará paz, amor, saúde, felicidade e riqueza.

Todas as doenças têm recuperação

Todas as doenças têm recuperação

saude-integral

A Saúde Integral tem uma solução

Perante a Saúde Integral todos os doentes têm recuperação.

Porque é que a Saúde Integral fala de recuperação e não de cura?

Cura é sempre fictícia porque vem de fora. Recuperação é mudança, implica que o indivíduo

saia da realidade da doença. Na Saúde Integral uma doença crónica não tem cura, mas tem

recuperação, porque na Saúde Integral não há doenças, mas sim doentes. Doença é um

conceito da indústria da doença.

Vejamos este exemplo: da mesma forma que não há duas pessoas iguais, também não existem

duas causas iguais para o distúrbio da glicose. Dizer que todos os que têm excesso de glicose

no sangue são diabéticos e por essa razão precisam de um determinado tratamento é no

mínimo perturbador.

A Saúde Integral e os seus terapeutas não entram em controvérsias. Este artigo somente

pretende mostrar que há uma solução. E a solução para qualquer doença grave é a

recuperação. Segundo a Saúde Integral, quando um problema físico (doença) se manifesta, ele

tem origem numa falha no crescimento harmonioso numa qualquer área da vida do indivíduo

em que se manifesta. Quanto mais grave for o problema, mais urgente é uma mudança de

atitude.

Como é que a Saúde Integral chega a essa conclusão? A Saúde Integral não é folclore New age

nem pseudofilosofia holística ou misticismo, a Saúde Integral é tecnologia de ponta, assente na

moderna física quântica.

A Saúde Integral vê a doença como uma manifestação anormal gerada por conflitos internos.

Apesar da física quântica mostrar que a causa nº 1 seja a incapacidade de o indivíduo sair da

ilusão dos sentidos (a profunda ignorância em que a humanidade está mergulhada), qualquer

manifestação física resulta da somatização de manifestações emocionais, como angústia,

depressão, medo ou ansiedade.

A Saúde Integral e os seus terapeutas não limitam a sua abordagem às manifestações físicas do

indivíduo, mas à visão do seu cliente como um todo. Por isso se diz “integral”

A falta de confiança no processo e fluxo da vida é a causa de todo o sofrimento que assola a

humanidade.

Quando se fala em falta de confiança na vida, não abordamos somente as causas de doenças

físicas, emocionais, mentais e espirituais, mas também o social, financeiro, vocacional etc.

A falta de confiança no processo da vida mostra quão ignorante ainda vive a humanidade. A

Saúde Integral precisa resgatar médicos, técnicos e terapeutas para uma nova consciência.

Não basta conhecer bem a teoria do holomovimento de David Bohm e saber-se que vivemos

num mundo multidimensional, se continuamos a viver no arcaico mundo tridimensional das

ilusões dos sentidos.

A falta de confiança no processo e fluxo da vida mostra o atraso da humanidade.

Apesar de uma poderosa evolução se expandir pelo mundo, a nova consciência mundial evolui

a um ritmo mais lento, alargando o fosso que separa o ser do ter. A resistência ao desapego

das velhas crenças do mundo tridimensional afunda-nos numa luta interna sem sentido.

Peço somente mais um pouco de paciência na minha insistência para a falta de confiança no

processo da vida. Mas tudo o que tem valor tem o seu preço. Saúde Integral é a harmonia

entre todas as áreas da vida. E se uma está em resistência à vida, toda a vida é afetada.

O saber-se que a falta de confiança no processo e fluxo da vida está na base de todo o mal,

alerta-nos para a profunda ignorância em que estamos inseridos. Não confiar na energia

elétrica ou numa onda de rádio ou na internet ou no amor porque não a vê, embora estranho,

ainda vá lá, com mil diabos. Mas não confiar na vida que desde a primeira inspiração até a

última expiração, estará sempre presente, somente poderemos chamar imaturidade.

Antes de te mostrar o que fazer para recuperar de uma doença crónica e criar a vida que

desejas e mereces, preciso que ganhes consciência da disparidade em que a humanidade se

encontra.

A ciência avança de uma forma incrível, tudo o que se consegue imaginar consegue-se realizar.

Mas a nível pessoal nunca fomos tão doentes como agora. Nunca tivemos tantos

conhecimentos, ao mesmo tempo que nunca houve tanta gente alienada como agora. Nunca

foi tão fácil comunicar e nunca houve tanta gente sozinha, infeliz e deprimida. Porque a

humanidade vive este paradoxo?

Antes de mostrar o processo da recuperação de uma doença crónica, é preciso ganharmos

consciência que qualquer mal-estar que soframos neste momento não se trata de um castigo,

mas de um mecanismo de alerta. Assim percebemos o mal que fazemos a nós mesmos com os

nossos pensamentos, sentimentos e ações. Não importa se já foram úteis ou não, o que

importa é que neste momento são inúteis. Também coisas antes ricas e luxuosas, hoje são

peças inúteis de museu.

Agora atenção, a Saúde Integral não é utopia, nem um programa criado desesperadamente na

intenção de ajudar quem sofre. Nada disso; a Saúde Integral resulta de centenas de casos de

sucesso de pessoas como tu e eu que transformaram as suas vidas em profunda rutura em

vidas esplêndidas como a minha. Até hoje os terapeutas em Saúde Integral existentes no

mundo são o exemplo dessa metamorfose.

Então como se dá a recuperação?

Independentemente da doença crónica que estejas a viver, se é cancro, depressão, “diabetes”,

pobreza crónica ou relacionamentos destrutivos, adições como o sexo, o álcool, ou outras

drogas.

O processo é muito simples, apesar de não ser nada fácil.

O primeiro passo: assumir a total responsabilidade sobre a situação que se está a viver.

Segundo passo: procurar um terapeuta em Saúde Integral que te vai orientar no caminho da

recuperação.

Terceiro passo: segue as sugestões do terapeuta em Saúde Integral incondicionalmente que os

resultados já não podem falhar.

Atenção: nunca procures um terapeuta em Saúde Integral sem fazer o primeiro passo, assumir

a responsabilidade pela tua vida.

Nascemos para vivermos alegres e felizes na abundância e em harmonia com o mundo que nos

rodeia e se isso não acontece é porque não estamos a deixar que isso aconteça. Enquanto não

nos responsabilizarmos, estamos cegos, incapazes de enxergar que somos nós que criamos o

problema que estamos a viver. Sei que para quem não quer ainda sair da zona em que se

encontra é difícil conceber que é a causa dos distúrbios da saúde ou da miséria em que se

encontra. Pode-se automanipular dizendo que é karma e ao karma ninguém pode fugir ou

também que o corpo fica doente sem a sua participação, pode ser genético etc…. etc….

Na Saúde Integral cada pessoa é um caso único. O cliente é tratado com dignidade não como

um doente. Todos os seus dados pessoais e de saúde estão protegidos pelo anonimato. Um

terapeuta em Saúde Integral foi escolhido através do mais rigoroso padrão de honestidade e

de integridade. Por essa razão não pode ser um falso terapeuta (um cego a querer guiar outro

cego). Por essa razão o requisito fundamental para ser terapeuta em Saúde Integral é viver em

harmonioso crescimento.

Agora preciso de terminar consciente que muitas questões pairam na tua cabeça. Não hesites,

não tenhas medo. Coloca as tuas dúvidas.

Incondicionalmente disponível,

António Fernandes

Cálculo renal e o cloreto de magnésio PA

Cálculo renal e o cloreto de magnésio PA

Cálculo renal e o cloreto de magnésio

Calculo renal

Nada se desenvolve sem condições. Tanto uma pedra (cálculo), como um cancro ou um vírus precisam de condições para se desenvolver.

Este artigo não tem a pretensão de ensinar, mas alertar para a responsabilidade que cada um de nós tem na criação da sua própria realidade.

Muitas são as questões colocadas pelos nossos leitores e visitantes on line sobre esta questão na rubrica “A Saúde Integral tem uma Solução”.

– O cloreto de magnésio dissolve o meu cálculo renal?

– Tenho pedras nos rins, o Cloreto de Magnésio Cura?

Apesar do visitante ou leitor procurar uma resposta exata, essa pretensão não pode ser atendida.

Em primeiro lugar é necessário entender o que é um Cálculo e depois tentar perceber porque se forma.

Um Cálculo é uma pedra formada pela acumulação de sais minerais e de outras substâncias orgânicas. Esses cálculos podem ser areias minúsculas ou pedras de tamanhos consideráveis. E são dessas pedras de dimensões consideráveis que os nossos leitores se referem. Apesar de se estar a falar de cálculos formados nos rins, também se podem formar na vesícula biliar, no fígado, na próstata, na tiróide, etc….

Vou tentar de uma forma simples e clara mostrar quais as condições indispensáveis para que uma pedra (cálculo) possa ser criada(o).

Os Mestres de Saúde Integral sabem que nada acontece por acaso e muito menos de repente. Essas percepções são uma ilusão dos sentidos ainda limitados à rudeza reducionista do materialismo.

Já sabemos que nada acontece por acaso e também que não existem duas pessoas iguais. Cada pessoa é um ser único, com trajecto e função únicos. Enfim vida é crescimento (holomovimento).

Perante este princípio, para que possa surgir uma anomalia (mal-estar) é preciso resistir ao processo de crescimento no fluxo da vida.

No universo nada se desenvolve sem condições. Para que uma anormalidade aconteça na perfeição da vida, é necessário que sejam criadas essas condições.

A resistência ao fluxo natural da vida é a maior causa de sofrimento da humanidade (não vamos agora explicar esses processos).

 Sem essas condições somente casos infantis, onde a influência pode ter origem no ventre materno (por intoxicação medicamentosa ou outras), ou mesmo casos mais raros que não quero neste artigo referir.   

Voltando de novo aos cálculos renais. Apesar de a carência de magnésio ser uma razão para que minerais, como o cálcio, permaneçam espalhados pelo organismo causando calcificações em variados tecidos. A questão aqui vai mais fundo e pergunta-se: porque é que apesar da sociedade moderna toda estar carente de magnésio, uns criam pedras nos rins, outros na vesícula, outros na próstata, outros nas artérias etc… etc…?

Pensamentos são poder! E pensamentos acumulados de violência, inveja, ciúme, insatisfação por um período mais ou menos longo reprimem o fluxo natural do organismo. Todos estes pensamentos e sentimentos tem origem no medo.

Como se processa? De uma forma rude pode ser comparado à formação de uma duna. Um pequeno obstáculo (medo) ao fluxo natural da vida. Estes pensamentos são geralmente mantidos em segredo.

Assim quando a questão é: “o cloreto de magnésio, evita a cirurgia?” “O cloreto de magnésio dissolve o meu cálculo renal?” “Tenho pedras nos rins o Cloreto de Magnésio Cura?”

Aqui a resposta não é fácil. Porque apesar de a carência de magnésio estar na origem não foi a falta de magnésio que criou o “calhau”.

Agora outra questão ainda mais complexa. Quem usa diariamente como alimento o cloreto de magnésio PA pode vir a ter um cálculo ou uma calcificação? Infelizmente a resposta é sim. Quando se obstruí, resistindo ao processo e fluxo da vida, o resultado desse desgaste será sempre dor.

O que é que a saúde integral sugere?

Não existem duas pessoas iguais. Por essa razão cada caso é tratado como único. Ponham a questão pessoal “A Saúde Integral tem uma solução”. Aqui encontra uma sugestão à sua medida.

Este artigo não teve a intenção de ensinar, mas de alertar para a urgente necessidade de mudança do paradigma materialista com que orientamos nossas vidas.

A saúde integral alastra ao mesmo ritmo que em todo o mundo homens e mulheres de todas raças e credos se cansam do sofrimento. O processo é simples, começa-se por desistir de resistir à vida entrando assim no seu processo e fluxo.

Informe-se, a saúde integral está perto de si.

“Quando o aluno está pronto o mestre aparece”.

ditado Zen

Incondicionalmente disponível,

António

O Estômago e o cloreto de magnésio PA

O Estômago e o cloreto de magnésio PA

estômago

O Estômago e o cloreto de magnésio PA

O cloreto de magnésio e os problemas de estômago.

O estômago é um órgão essencial da digestão, situado entre o esófago e o intestino delgado.

Todos os dias chegam dezenas de questões e comentários de pessoas de todo o mundo que procuram esclarecer as suas dúvidas no uso do cloreto de magnésio PA em relação a mal-estares relacionados com o estômago. Os mal- estares de estômago mais correntes, além dos problemas digestivos (vómitos, indigestões), são as úlceras, as gastrites (ardores), as hemorragias gástricas, os CANCROS.

As questões mais frequentes são:

  • Tenho gastrite posso tomar cloreto de magnésio PA?
  • Tenho uma Úlcera posso tomar cloreto de magnésio PA?
  • Tenho refluxo gástrico posso tomar cloreto de magnésio PA?
  • Comecei a tomar cloreto de magnésio PA e sinto ardor no estômago, é normal?
  • Etc…. etc…. etc….

Antes de continuar é preciso esclarecer que o cloreto de magnésio PA é um alimento que potencializa qualquer terapêutica. O cloreto de magnésio não entra em conflito ou agrava qualquer estado de mal-estar. Não querendo generalizar, e consciente que não existem doenças, mas sim doentes e que não há no mundo duas pessoas iguais, posso garantir que, na minha experiência com muitas centenas de utentes ao longo de minha carreira, geralmente um problema que envolva o estômago e a primeira fase da digestão até à válvula ileocecal (intestino delgado), está diretamente ligado com a dificuldade de aceitar ou digerir uma situação ou uma pessoa.

Apesar de ser uma atitude demasiado infantil e quem a pratica procurar a todo o custo camuflar essas atitudes imaturas, assentes nos velhos princípios da luta pela sobrevivência, hoje já obsoletas. Apesar de esse conceito antiquado prejudicar a digestão, afetando todo o organismo por carências, também desgraça a vida do indivíduo com a ansiedade. Não confiar no processo e fluxo da vida, encerra o indivíduo num verdadeiro colete de forças que lhe rouba a liberdade e a vida.

Como fazer?

O cloreto de magnésio PA, apesar de ser um meio facilitador de mudança, ao relaxar e equilibrar o indivíduo através do equilíbrio do PH até a harmonização hormonal influenciando diretamente o estado emocional, não muda os princípios obsoletos ou as crenças negativas que produzem a forma de pensar, que por sua vez resultam em sentimentos, emoções e ações criadoras da realidade que cada um experimenta. Deixo aqui alguns alertas que normalmente não são aceites por quem sofre com problemas de estômago. Quem quer controlar tudo, resistindo tenazmente às ideias novas dos outros fica com o estômago muito mais vulnerável.

Quem vive apavorado com o medo das mudanças, está muito mais sujeito  doenças graves no estômago. Aqueles que possuem um íntimo crítico forte pertencem a um grupo de alto risco de doenças estomacais perigosas Aquele que vive infeliz, pode usar de cinismo para com o mundo que o rodeia por não poder controlar o seu sofrimento, baixando assim o PH do organismo criando as condições indispensáveis para o desenvolvimento de uma doença grave. Mas atenção, se sofres de um mal-estar físico que englobe o estômago e o intestino delgado não te aflijas; hoje a Saúde integral treina os seus membros médicos e terapeutas de todas as áreas na recuperação destas doenças de uma forma simples fácil e eficaz. Pede ajuda.

Incondicionalmente disponível,

António

Foto: Pixabay – CC0 Public Domain

Saúde Integral, a vida que todos desejam e merecem

Saúde Integral, a vida que todos desejam e merecem

saude-integral

 

Saúde Integral, a vida que todos desejam e merecem

Saúde Integral é um estado pleno de bem-estar físico, emocional, mental e espiritual, em que o indivíduo se sente a fazer parte do universo, em constante crescimento individual, cultural e coletivo.

Saúde é vida e vida é crescimento. O alienamento deste principio da biologia resultou na perca de controle em relação ao galopante aumento de doenças a cada dia que passa. Apesar dos “esforços “da indústria da doença e dos milhões de Euros, dólares ou libras gastos diariamente para seu controlo. Na verdade, além de as doenças já existentes aumentarem todos os dias, ainda novas surgem a cada dia que passa.

Este artigo foi escrito no dia mundial da saúde mental, não pretende entrar em controvérsias públicas nem tão pouco denunciar seja o que for.

A única razão pela qual escrevo este artigo é a intenção de dar a conhecer que, além do que é instituído, também há a saúde integral, onde milhares de médicos e terapeutas de todo o mundo procuram uma solução perfeita para os seus clientes.

Saúde Integral é uma matéria em constante desenvolvimento. Cresce a cada dia que passa para a alegria de todos aqueles que procuram uma solução perfeita para a sua vida e de todos os que procuram soluções perfeitas para os seus clientes.

Em que consiste?

Embora a Saúde Integral não seja nada de novo, é uma matéria sempre nova, em constante crescimento que acompanha o desenvolvimento individual e coletivo do ser humano e da humanidade. No oriente já é conhecida há cinco mil anos e no ocidente já na Grécia antiga no séc. IV a.C.  com Hipócrates, no séc. XVIII com Samuel Hahnemann, séc. XIX Hering e no séc. XX e XXI com o conceito de Saúde Quântica.

Porque a humanidade entrou neste beco sem saída?

A procura de soluções tem sido mal orientada. Tem se procurado a solução fora do problema. A humanidade tem sido tratada como uma massa em prejuízo do indivíduo. A indústria responsável procurou a solução para a doença não para o doente.

Essa procura mal orientada não se constringe somente às instituições ou à indústria da doença. Também o homem moderno tem procurado a saúde integral fora dele, resultando daí doenças como a diabetes tipo II e outras doenças do foro aditivo que vão da co-dependência, ao alcoolismo, ansiedade ou tantas outras doenças.

O mundo já mudou e todos sabemos que as instituições que cuidam da doença, perderam o controle. Já não funcionam, e o mais que conseguem é remediar o problema com uma cura fictícia.

O ser Saudável é recuperar a Individualidade e entrar num absoluto estado de bem-estar físico, emocional, mental e espiritual em harmonia com o mundo que o rodeia integrado tanto social como culturalmente.

Como funciona?

Normalmente o indivíduo em sofrimento (procede como uma massa, faz o que é suposto a massa fazer) somente procura ajuda na saúde integral quando já não aguenta mais o sofrimento, acordando pela dor, para a vida.

Para que exista um estado absoluto de bem-estar físico, emocional, mental e espiritual, ficando assim de bem com ele e com o mundo que o rodeia, é preciso assumir a responsabilidade integral pela realidade que experimenta.

Quando se assume a responsabilidade integral, o indivíduo entra no chamando mundo paralelo, experimentando “milagres” a cada dia que passa.

Como fazer?

Quem procura uma solução para a sua vida encontra divulgado na internet um link de acesso gratuito “A Saúde Integral tem uma solução”

 

A pessoa somente coloca o problema que a aflige de momento. Daí a pessoa é encaminhada para a solução do seu problema. Normalmente para que se possa perceber melhor a causa de seu problema, a pessoa é reencaminhada para um questionário de saúde 100% confidencial e protegido pelo anonimato.

Com as respostas às questões (quando honestas e responsáveis), percebe-se através da consciência quântica quais as limitações causadoras do sofrimento do indivíduo. Com essa informação sugerem-se as soluções mais simples e eficazes, tanto a nível de nutrientes como de higiene mental.

E se o problema carecer de um acompanhamento presencial?

O objetivo é que exista um terapeuta com formação em saúde integral em todas as autarquias de todo o Mundo. Neste momento a maior resposta é Portugal e Brasil, mas estamos alargando a todo o mundo.  A saúde Integral tem se esforçado tenazmente na preparação de terapeutas de saúde integral responsáveis e eficientes. Quando não existe um técnico responsável e treinado em saúde Integral, temos à disposição o apoio personalizado online, com acesso em todo o mundo.

A interação:

A Saúde integral prepara basicamente de forma gratuita médicos e terapeutas que queiram aderir ao nosso banco de serviços. Para isso basta que tenham possibilidades de receber mais clientes e que nos enviem o seu currículo, para que lhe possamos disponibilizar a informação adequada à sua capacidade.

Existem também cursos de Saúde Integral ao dispor de todos os terapeutas que queiram melhorar a sua qualidade de oferta e que possam receber mais clientes.

Conclusão

Felizmente há sempre uma solução perfeita para cada problema.

E neste dia mundial da saúde mental é preciso ter presente que a saúde Mental é muito mais que lidar com emoções e sentimentos. Saúde mental é acima de tudo a capacidade de compreensão e perceção da sintonia no espaço e no tempo.

António T. Fernandes

 

 

 

Holler Box

Pin It on Pinterest